Feijoada da mineira

Culinarista da farmácia com receitas de dar água na boca

Cassia Rocha
6 período de Jornalismo


A estudante de Farmácia Industrial da Universidade de Uberaba, Camila Chaves de 22 anos é uma garota muito comunicativa, descontraída, e encantada com a vida. Anda sempre sorrindo e parece que ela não tem apenas receitas de comida, mas também a receita da eterna felicidade.

Camila é considerada pelo amigos uma cozinheira de mão cheia. É mineira e sua especialidade não poderia ser outra: é a comida mineira. Como todo especialista, ela também tem sua preferência. A sua é a famosa e tradicional feijoada mineira. Camila conta que aprendeu a cozinhar ainda criança com sua mãe.

Nas tradicionais famílias mineiras é costume comum a culinária passar das mães para as filhas. É quase que uma tradição. Geralmente as pessoas tem um caderninho de receitas guardado em alguma gaveta no cantinho da casa.

Com Camila o gosto pela culinária ocorreu de forma diferente, a vontade de aprender cozinhar partiu dela mesma, "aprendi a cozinhar com minha mãe, quando percebia que ela estava fazendo um prato diferente, eu estava lá, sempre querendo aprender", declara Camila de forma descontraída.

Segundo Camila o segredo para uma boa comida mineira é acima de tudo fazer com amor e dedicação.

Os amigos mais próximos garantem que o segredo para ela fazer uma boa comida, além de amor, dedicação e os temperos que não podem faltar, há também um ritual que no caso de Camila é seguido a risca. Além dos ingredientes que devem estar completos, tem que ter também uma cervejinha que deve estar bem gelada. O copo com a cerveja deve estar bem próximo do fogão para ela não ter trabalho, tudo no seu devido lugar, caso contrário toda a comida vai por água abaixo.

Mas ela garante que o seu segredo vai muito além, e que não está disposta a divulgá-lo.

 

Receita feijoada

Especial comida mineira


subir