Bons pensamentos transformam a vida

Seicho-No-Ie propõe orientar a mente para coisas positivas


Luciana Oliveira de Assis

Quantas vezes você, caro leitor, se viu diante de um obstáculo e pensou de forma positiva que iria vencê-lo? Muitas pessoas com certeza irão dizer que nunca utilizaram artifício parecido em suas vidas, o que de fato é comum no esteio social.

Qual seria então a explicação para o ocorrido? Não podemos negar que é bem mais fácil termos pensamentos como "Eu jamais conseguirei obter o que desejo" ou "isto é muito difícil", já que vivemos em uma realidade na qual o espírito de competição atua em todos os lugares, de todas as formas.

Mas ao mesmo tempo compactua-mos com uma socie-dade que almeja de forma unânime o progresso – seja na área familiar, seja na profissional ou sen-timental. Diante desse paradoxo entre o pensar e o agir, questiono: como pode o homem desejar o sucesso se sua mente idealiza exatamente o contrário? Existe alguma relação entre a postura mental e a concretização de uma ação?

Não há nada mais importante que a postura mental, já que a mente se manifesta na forma, nas atitudes corporais, nas ações e na vida da pessoa. A partir desta afirmação, podemos tirar o ponto-chave desta questão. Ou seja, o primeiro procedimento para vencer qualquer dificuldade é pensar "não serei vencido por essa dificuldade", ou ainda "para as outras pessoas é uma dificuldade, mas para mim se constitui em algo fácil de executar".

Devemos ter a mente sempre voltada para pensamentos positivos e saudáveis se quisermos progredir. Agindo dessa forma, estaremos buscando somente boas energias e, sem dúvida, a vitória! Quando surgir algo desagradável ou qualquer sentimento sombrio, não devemos lamentar como se fôssemos escravos destes sentimentos. Vejamos somente o lado bom que tudo se torna mais fácil! O fato de abandonarmos pensamentos negativos não significa que estamos fechando os olhos para as imperfeições existentes à nossa volta. Estaremos somente "curando" e amadurecendo a mente humana, o que pode transformar a vida em algo extremamente prazeroso!

No entanto, a mudança da postura mental não se dá de forma instantânea. Precisamos exercitar diariamente e colocar em prática todos os ensinamentos mencionados até então. Mesmo que no começo sintamos difi-culdades ou mesmo nos machuquemos, não podemos de forma alguma de-sistir! É necessário extinguir o clássico hábito de pensar coisas negativas, pois fazê-lo só atrairá fluidos maléficos à nossa vida.

Portanto, colegas, façamos agora uma análise sobre como anda nossa saúde mental. Desejamos a vitória? Pois reeduquemos nossas mentes e passemos a modificar o que para nós parecia imutável. Fazendo da felicidade uma rotina em nossas vidas e que ela seja ao mesmo tempo uma arma contra todos os infortúnios diários é que poderemos, de batalha em batalha, vencer a guerra!*Texto baseado nas escrituras da filosofia japonesa Seicho-No-Ie, fundada por Masaharu Taniguchi. Sinopse do artigo da Revista Mundo Ideal, ano V, número 060, Junho/99.
Luciana Oliveira de Assis é estudante do segundo ano colegial do colégio Castelo Branco

Leia também:

Geral

 

Geral


subir